quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Dragon Ball Super | Análise Episódio 10


O episódio 10 de Dragon Ball Super marca finalmente o inicio do confronto entre Goku e Bills. Há uma diferença gritante em relação as atitudes do Goku ao se transformar em Deus se formos comparar o anime ao filme. No filme o nosso querido protagonista deixa transparecer seu orgulho e não se empolga ao atingir o nível de divindade, para ele, mesmo que o destino da terra estivesse em jogo, aquela luta não fazia muito sentido, pois ele não alcançara a posição de divindade de maneira individual, e sim com a ajuda de seus amigos. Esse foi um ponto bastante interessante do filme, pois mostra uma evolução psicológica do personagem do Goku, que não foi trazido, pelo menos até agora, para o anime. Em Dragon Ball Super o Goku se empolga ao atingir o nível de divindade e há uma sequencia de cenas engraçadíssimas em que ele fica testando seus novos poderes e se impressiona com sua evolução. Ele chega até a desferir um Kamehameha no modo Deus, algo inédito até então. Já a batalha de Deuses em si está bastante divertida e bem mais dinâmica que a do filme, mas isso já era o esperado, pois no anime há mais tempo para o desenvolvimento desse conflito. Todavia, para quem analisa um pouco mais a fundo, logo percebe que essa batalha entre divindades, apesar de já ser um clássico dentro da franquia, não passa muito de uma brincadeira entre Goku e Bills. Bills, ainda que seja um Deus da Destruição, tem uma personalidade brincalhona e que bateu de frente com a personalidade infantil do Goku. Com isso o conflito desse episódio ficou parecendo mais uma brincadeira de lutinha entre dois melhores amigos. Agora é esperar para ver se essa luta tomará um rumo mais sério, ou se o lado cômico ainda irá perdurar!

Texto - Nicholas Lara


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...